TERROIR

A parceria com a natureza constitui o alicerce que sustenta a qualidade dos nossos vinhos

Em meados da década de oitenta iniciou-se a reconstrução da quinta e introduziram-se numerosas alterações, nomeadamente os patamares cortados com precisão nas encostas, a mecanização de parte das vinhas e a reconversão da antiga adega. Ao mesmo tempo, adoptou-se um modelo de vinha sustentável que privilegia uma única linha de vinha instalada no lado exterior de cada novo patamar, com uma muito ligeira inclinação longitudinal para evitar o escoamento de águas e a erosão dos solos, privilegiando o acesso de máquinas em detrimento do uso de herbicidas.

O reforço das características naturais do nosso “terroir” estendeu-se ainda à manutenção de orlas de mato, áreas de pomar e de produção silvícola, que actuam como corredores de ligação a territórios vizinhos de compensação ecológica, à instalação de auxílios para a nidificação de aves, abelhas e outros insectos, e ao cultivo entre videiras de plantas de cobertura e culturas secundárias.

A parceria com a natureza constitui o alicerce que sustenta a qualidade dos nossos vinhos.

VINHAS

Acreditamos que os grandes vinhos nascem de grandes vinhas

Os investimentos realizados permitiram modernizar as vinhas que se encontram divididas em talhões independentes com as castas tradicionais do Douro.

A variedade de uvas plantada consiste numa selecção de castas tintas de alta qualidade, adaptadas às condições de desenvolvimento da topografia das encostas orientadas a norte da nossa quinta. Na Quinta do Espinho predominam as castas, Touriga Franca (35%), Touriga Nacional (25%), Tinta Roriz (20%), Tinta Barroca (8%), Tinta Francisca (5%), Alicante Bouschet (5%) e Tinto Cão (2%).

Das suas uvas ainda se faz Vinho do Porto de primeira qualidade. Sentimo-nos muito orgulhosos por manter, a cada ano, a preferência da Taylor’s na nossa produção.